Outubro 23, 2021

“Aquelas bebidas atrevidas” são do Ribatejo!

Veneno de Serpente, Mijo de Boi, Vaca Mansa e Licor Bravo são  licores criados por Célia Luís e Ricardo Luís. Junto às Lezírias Ribatejanas, mais exactamente na cidade de Vila Franca de Xira, pertencente ao distrito de Lisboa e inserida na Área Metropolitana de Lisboa.

Em 2018 criaram a empresa “Raízes Ribatejanas”, apostando na produção  e comercialização de licores de marca própria, pois notaram que havia nesta região do país a falta de um licor que marcasse a região do Ribatejo à semelhança do que existe em tantas outras regiões de Portugal.

Licores produzidos por Raizes Ribatejanas

No uso da palavra  Célia  explica todo o conceito de seus saborosos e licores únicos, dotados de uns nomes tão originais:

“Com estes licores queremos mostrar um pouco da nossa terra, que é rica em cultura, história e tradições. Desde a nossa dança de ritmo bem vincado que é o fandango, a gastronomia, as belas lezírias e várzeas do rio Tejo povoadas de gado bravo, povoações de aves desde falcões, gansos selvagens, corujas, águias, bandos de rouxinóis, cotovias… e quem não se lembra logo dos muitos ninhos das cegonhas por esses campos fora… Passeios a cavalo por paisagens verdejantes ou um belíssimo passeio no Tejo, apreciar este lindo rio que nos presenteia com uma paisagem de cortar a respiração, exaltamos, quando falamos nesta terra, pois não é difícil adivinhar que as nossas raízes são do Ribatejo, o que nos traz memórias de cheiros, sabores e aromas dos nossos antepassados que nesta terra viveram e aqui criaram raízes, criando vacas e bois, vendendo leite fresquinho, sobrevivendo com o cultivo de frutos e fazendo deles licores que aqueciam os dias mais frios.”

Cidade Vila Franca de Xira

Se está curioso(a), esteja atento ao próximo artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *